“Os pequenos negócios são geradores intensos de emprego e de inovação para o Brasil”, diz ministra da Gestão

Esther Dweck assinou, nessa quinta-feira (5), parceria com o Sebrae para a promoção das compras públicas dos pequenos negócios e para apoiá-los na transformação digital

O Sebrae e o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos firmaram um acordo, nessa quinta-feira (5), para promover a melhoria da gestão pública, a partir da aproximação com o empreendedorismo brasileiro, facilitando processos de inovação pública, compras governamentais e transformação digital das instituições. O objetivo é proporcionar um melhor ambiente de negócios para o setor em todo país.
Após a cerimônia que celebrou o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, realizada na sede do Sebrae, em Brasília, a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, conversou com a Agência Sebrae de Notícias (ASN) e destacou a importância do setor para o país e ressaltou a necessidade de trazer os pequenos negócios para as compras governamentais. Além disso, ela detalhou como se dará a parceria.
A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, durante a cerimônia em homenagem ao Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, em 5 de outubro, no Sebrae. Crédito: Erivelton Viana.
Os pequenos negócios são geradores intensos de emprego e de inovação para o Brasil. São extremamente importantes.  Esther Dweck, ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos.
Qual o papel dos pequenos negócios para o crescimento do Brasil? Os pequenos negócios são geradores intensos de emprego e de inovação para o Brasil. São extremamente importantes. Temos diversas atividades que começam a partir de pequenos negócios e são capazes de promover grandes inovações. Para nós é um setor econômico fundamental. Aliás, o presidente Lula sempre nos direciona a apoiar o setor. Como o Ministério do Gestão e Inovação em Serviços Públicos pode impulsionar esse segmento? Um instrumento importante do nosso Ministério são as compras públicas. O presidente Lula, inclusive, propôs uma alteração em um acordo internacional de compras públicas, porque é uma iniciativa com capacidade de fomento para a produção local e para as micro e pequenas empresas. Além disso, os pequenos negócios também devem se adaptar ao processo de transformação digital. Por isso, para nós, essa parceria com o Sebrae é muito importante. Como a parceria com o Sebrae ocorrerá na prática? Esse acordo assinado é bastante amplo e terá impacto sobre as compras públicas e sobre a nossa estratégia nacional de governo digital. No caso das compras públicas, a iniciativa vai também beneficiar a área de inovação, terá o fomento à nova lei de licitações para os pequenos municípios para que eles possam utilizar este instrumento de compra dos pequenos negócios. Já na estratégia de governo digital, vamos atuar juntos não somente na formulação, mas no apoio aos municípios na sua implementação, de forma que possa repercutir nos pequenos negócios. por Sebrae